Maior Precisão

O ANJO S-TRACK possui um sistema de redundância, caso o motorista não reduza a velocidade. Ainda a tempo de reduzir com segurança, um alarme é acionado juntamente com um novo alerta de velocidade para que o motorista reduza imediatamente a velocidade, e um led vermelho piscante é mantido até que a velocidade seja reduzida àquela definida no sistema.

Quando o alarme é acionado, um registro é armazenado no dispositivo e enviado para o servidor, que pode ser configurado para transmitir esta mensagem para um celular ou e-mail. Esses dados permitem ainda identificar o perfil dos condutores e tratar com medidas preventivas, como treinamento.

O sistema embarcado do ANJO S-TRACK monitora continuamente a velocidade de condução do veículo, em elevadas taxas de aquisição. Sempre que o veículo se aproxima de uma curva o sistema calcula o momento correto para informar ao motorista a necessidade de reduzir a velocidade, de tal forma a permitir uma redução gradativa e segura da velocidade.

O ANJO S-TRACK é fornecido com sistema de monitoramento e rastreamento com funcionalidades básicas de posicionamento e monitoramento via portal web, com alertas configuráveis de acordo com as necessidades do cliente. O sistema tem foco no safety, ou seja, na prevenção de acidentes, em especial o tombamento.

O sistema é ainda programado para salvar com alta taxa de aquisição de dados, os últimos segundos do movimento com objetivo de estudo e reconstituição de eventual colisão provocado por outros tipos de causas.

O sistema ANJO S-TRACK foi desenvolvido através de pesquisas realizadas nos últimos 10 anos relacionadas à física do tombamento de veículos de carga, resultando em uma dissertação de Mestrado, uma Tese de Doutorado, ambas do Eng. Rubem Penteado de Melo, DSc. que, além de autor de diversos outros artigos, é instrutor e consultor reconhecido no Brasil e no exterior como autoridade em dinâmica veicular e também o Diretor Científico do ANJO.

Desde sempre existe uma percepção que o acidente do tipo tombamento parece ser o mais grave e danoso, tanto com relação às vítimas quanto aos danos no veículo e à carga. De fato, um olhar sobre os números disponibilizados pela Polícia Rodoviária Federal aponta que dos mais de 21.000 acidentes envolvendo veículos de carga nas rodovias federais brasileiras, 14% respondem pelos tombamentos, entre os 18 tipos diferentes definidos na estatística. Além de ser a maioria, é o mais letal. Enquanto que a letalidade média nos acidentes com veículos de carga é de 2,5 mortos para cada 100 acidentes, nos tombamentos a taxa é de 5,2 mortos para cada 100 acidentes, ou seja, mais que o DOBRO.

Tombamento

Evolução permanente

O ANJO S-TRACK está em constante aperfeiçoamento e evolução. Isso só é possível por tratar-se de tecnologia própria, desenvolvida no Brasil por empresas brasileiras. Ele foi concebido para ser uma plataforma eletrônica de assistência ao motorista e irá agregar continuamente novas funcionalidades sempre com foco na prevenção de acidentes e no controle operacional dos veículos de transporte.

Preencha o formulário e fale conosco